Conheça as soluções disponíveis e explore os temas que o Sebrae tem para oferecer

Leis e Normas Empreendedorismo Social Marketing
Conheça outros temas
MEI - Serviços on-line
E-book Leis e Normas

Entenda como se tornar um Microempreendedor Individual e saiba todas as informações pertinentes a essa categoria tão importante para o empreendedorismo! Acesse essas e outras facilidades sobre o MEI baixando já nosso e-book!

e-Social para Pequenas Empresas
E-book Leis e Normas

A preparação e a adequação às novas regras do eSocial para pequenas empresas ainda geram muitas dúvidas. Com este e-book, você poderá sanar suas incertezas e entender melhor o que é esse sistema!

Um ambiente empreendedor construído a várias mãos
E-book Pessoas Leis e Normas

Fique por dentro da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa de Natal/RN.

Cartilha Contrate uma pequena empresa
E-book Empreendedorismo Leis e Normas

Entenda como ajudar Microempresas e empresas de Pequeno Porte meio a pandemia.

Veja mais soluções do tema Conheça outros temas

Empreendacom sucesso!

Como o Sebrae pode te ajudar?

Icone

Trilhas de autoaprendizagem.

O Sebrae preparou um conjunto de conteúdos para você se especializar ainda mais. Conheça as nossas trilhas e encontre a que mais te ajude no seu dia-a-dia.

Icone

Cursos online e presenciais

Cursos de capacitação para você aprender o que é mais importante para o desenvolvimento do seu negócio.

E-books ricos em conteúdo.

Confira os materiais ricos sobre empreendedorismo para que você possa se especializar cada vez mais.

Pessoas

Existe um Sebrae para cada tipo de empreendedor!

Qual o seu perfil?

Quero empreender Microempreendedor Individual Tenho um pequeno negócio
Pronto para o mercado: Quais os modelos e áreas de negócios são ideais para você?
E-book Empreendedorismo

Quantos negócios que surgem passam pelas etapas de criação e estruturação? Você sabia que pular esses processos pode ser motivo para o fechamento de uma empresa? Acesse o e-book e aprenda boas práticas que te ajudarão nessas fases!

A jornada dos Pequenos Negócios no Mercado
E-book Empreendedorismo

O caminho para o sucesso de uma micro ou pequena empresa possui obstáculos, mas o Sebrae está sempre por perto para ajudá-lo a superar cada um deles. Entenda a importância das MPEs para o empreendedorismo brasileiro baixando nosso e-book!

MEI - Serviços on-line
E-book Leis e Normas

Entenda como se tornar um Microempreendedor Individual e saiba todas as informações pertinentes a essa categoria tão importante para o empreendedorismo! Acesse essas e outras facilidades sobre o MEI baixando já nosso e-book!

Aumente suas vendas com simples escolhas
E-book Vendas Marketing

Quais desafios na área de vendas sua empresa enfrenta? Para superá-los, é preciso ter, além de esforço e dedicação, inspiração para criar soluções criativas. Nosso e-book aborda a estruturação de um bom gerenciamento de vendas.

Veja mais soluções deste perfil

Agência de notícias

Agência Sebrae de Notícias 95% dos bares e restaurantes de Natal já sofrem quedas de faturamento

Rio Grande do Norte - Natal – O setor de bares, restaurantes e similares foi um dos mais impactados com a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. Em Natal, as empresas desse segmento amargam perdas. Cerca de 95% dos estabelecimentos registraram redução no faturamento mensal e, o pior, quase 10% tiveram que encerrar as atividades e fechar as portas de vez. Isso é o que revela uma pesquisa feita pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, divulgada nesta terça-feira (20), que mostra a situação dos pequenos negócios que operam nesse ramo. O levantamento foi realizado na semana passada com o objetivo de identificar os principais impactos da pandemia nos bares e restaurantes da capital nas atividades diárias dos empreendimentos, após ouvir 253 empresários. Os resultados confirmaram o quadro desolador que o setor atravessa. Dados divulgados pelo governo do estado já indicavam que houve uma queda de faturamento bruto diário das empresas de todo o RN entre março do ano passado para o mesmo mês deste ano da ordem de 30%, caindo de R$ 4,8 milhões para R$ 2,7 milhões em média nesse período. Em Natal, segundo o estudo do Sebrae,apenas 2,4% tiveram alta no faturamento e outros 2,4% dos estabelecimentos mantiveram os níveis de operações. Muito em função de mudanças no formato de funcionamento, pelo que sinaliza a pesquisa. 72% precisaram fazer adequações no horário de atendimento, passando a operar via sistema de entregas e drive thru (53,2%) . Demissões As decisões também impactaram diretamente os quadros de funcionários. Mais da metade dos empresários entrevistados tiveram de demitir trabalhadores, sendo que a maioria não pretende recontratá-los após a crise. Os que fugiram dessa alternativa drástica precisaram reduzir a jornada de trabalho ou os salários dos empregados (27,7%), suspender os contratos (24,8%) e decretar férias coletivas (9,4%). O levantamento também abordou as conseqüências desse cenário, que se refletem principalmente em dificuldades financeiras. A redução do faturamento das empresas obrigou os empreendedores a buscar empréstimos. Foi a opção adotada por 31,2% dos empresários, cuja finalidade do recurso era para capital de giro (31,2%), pagamento dos funcionários (41,8%) e pagamento dos custos fixos da empresa (34,2%). Porém, apenas 53,2% conseguiram o recurso e outros 12,6% ainda estão aguardando resposta do banco. Os principais motivos para a não obtenção do financiamento foram falta de garantias reais ou avalistas (26,1%), ser empresa com menos de um ano de atividade (26,1%), não ter conseguido contato/atendimento com o banco (21,7%) e dificuldade para aprovação do cadastro (13,0%). Gestão financeira e bioprevenção Na visão do analista técnico da Unidade de Negócios, Inovação e Tecnologia do Sebrae-RN e coordenador da pesquisa, Paulo Ricardo Bezerra, parte das dificuldades enfrentadas estão relacionadas à capacitação. “Essas dificuldades enfrentadas pelo segmento de bares e restaurantes estão muito atreladas à necessidade de equilibrar as finanças da empresa”, diz. Essa foi a principal justificativa dada por 39,1% dos entrevistados, seguida da dificuldade de manter o volume de vendas (37,9%), falta de clientes (36,0%), necessidade de planejar as atividades da empresa durante a pandemia (19,8%) e manter o quadro de funcionários (14,2%). Para o gestor do projeto de Turismo da instituição, Yves Guerra, o setor vem sendo fortemente impactado desde o início da pandemia no ano passado, com pouco mais de 12 meses enfrentando os desafios das medidas restritivas. “Muitos tiveram que se adaptar e mudar sua rotina de funcionamento, até pelas limitações colocadas nos decretos, como mostra a pesquisa. É uma situação delicada e o setor precisa de todo tipo de apoio, seja fiscal, financeiro (crédito) ou para inovar, e se adequar ao cenário atual”. O gestor lembra que o Sebrae dispõe de soluções para ajudar esses empreendedores a vencerem esses desafios, como é o caso do programa Reinicie de Bioprevenção, que capacita os empresários na adoção de protocolos e regras de segurança sanitária. Para saber mais sobre a iniciativa, basta acessar o site https://www.rn.sebrae.com.br/bioprevencao/. No portal, estão disponíveis para download diversos materiais de orientação para os empreendimentos, tais como e-books, cartilhas, sinalizadores para clientes, colaboradores e fornecedores, além das capacitações que são completamente gratuitas.

Leia mais!
Agência Sebrae de Notícias Encontro online vai fomentar negócios do setor têxtil do RN

Rio Grande do Norte - Natal – Estimular a geração de novos negócios e aquecer a cadeia produtiva da moda no estado. Este é o principal objetivo do Encontro de Negócios da Moda que será promovido pelo Sebrae em parceria com a Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX) nos dias 22 e 23 deste mês de abril. A ideia é estimular parcerias entre as empresas potiguares que prestam serviços de costura e confecções e as principais redes de varejo de moda do país. O evento acontecerá de forma remota durante os dois dias, no horário das 14h às 18h, mediante contatos previamente agendados. A inscrição das empresas que vão ofertar os serviços pode ser feito pelo link http://bit.ly/EncontroDeNegociosOfertante/. A expectativa dos organizadores é que esse encontro fomente a ampliação de fornecedores da cadeia de suprimento de demandas para confecção de peças entre as companhias associadas à ABVTEX, e, para os pequenos negócios do Rio Grande do Norte inseridos nesse segmento, a diversificação de parcerias comerciais junto aos grandes players do setor têxtil brasileiro. Isso porque a associação congrega marcas, como Renner, Riachuelo, C&A, Marisa, Americanas, Calvin Klein e Aramis, que vão atuar no evento como demandantes desse tipo de serviço. O encontro está estruturado nos moldes de uma rodada de negócios online em que as oficinas de costuras do estado poderão apresentar o portfólio de serviço e a capacidade produtiva, capazes de suprir as necessidades dessas companhias, incluindo a operação denominada de ‘private label’, em que um ente da cadeia produz um produto e o vende com exclusividade no atacado para uma rede de grande capilaridade de distribuição e poder de venda no varejo. Esse modelo dispensa investimentos em marketing, amplia o volume produtivo por parte do fabricante e também garante a entrada do produto local em pontos de venda consolidados no mercado nacional. Chamadas de ofertantes, essas empresas terão um tempo para expor aos compradores o potencial, qualidade e know-how adquiridos ao longo dos últimos cinco anos, principalmente aquelas que já detêm o selo da associação. Essa certificação garante uma série de exigências e controles requeridos pelo mercado de moda do país. Metodologia da rodada virtual “A expectativa do Sebrae, com a promoção desse encontro, é aproximar e divulgar o potencial têxtil de nossas empresas e prospectar novas parcerias com grandes redes, que podem utilizar os serviços de costura dos pequenos negócios do estado. Vamos utilizar a metodologia da rodada de negócios, mas de forma virtual. Cada comprador estará em uma sala virtual e as ofertantes poderão entrar, com o agendamento prévio, para conversar e expor os seus diferenciais”, explica a analista técnica da Unidade de Desenvolvimento Setorial do Sebrae-RN, Verônica Melo. A analista técnica da Unidade de Negócios, Inovação e  Tecnologia do Sebrae, que está organizando o evento, Daniela Tinoco, esclarece que a proposta do encontro é aproximar esses atores estabelecendo possíveis conexões das duas pontas da cadeia e abrir espaço para parcerias futuras, mostrando que as empresas potiguares têm capacidade de atender às demandas dessas redes de varejo. Daniela lembra que devido à pandemia da Covid-19, essas organizações têm registrado um crescente volume de vendas online, via plataformas digitais, em função do fechamento de lojas físicas devido ao isolamento social, que direciona o consumo para o universo virtual.

Agência Sebrae de Notícias Série diária de aulas práticas ensina empresas a venderem via Instagram

Rio Grande do Norte - Natal – Em tempos de pandemia, muitas empresas têm direcionado as estratégias de vendas para os canais digitais. E uma das plataformas mais utilizadas pelos empreendedores é o Instagram, justamente pela facilidade e também pelo amplo alcance dos consumidores. Para orientá-los a criar estratégias e conteúdos mais assertivos para alavancar vendas, o Sebrae no Rio Grande do Norte inicia nesta segunda-feira (19) uma série de aulas práticas e mentorias personalizadas gratuitamente para empresários potiguares. Denominada ‘Sua Empresa On’, a iniciativa está em formato de webinar, sendo realizado diariamente, às 19h, até a próxim sexta-feira (23) e o acesso ocorre pelo link https://zoom.us/webinar/register/WN_SlLYJUowR3-CUSO-f6sxug Serão abordados conteúdos exclusivos para quem deseja comercializar produtos e serviços através dessa rede social. Tudo ministrado por quatro consultores especialistas no assunto. De acordo com a analista técnica da Unidade de Soluções e Relacionamento do Sebrae-RN, Ana Débora Morais, as aulas serão práticas e o participante que possui um negócio também terá a oportunidade de contar com mentorias personalizadas durante a transmissão. Um consultor do Sebrae responderá via chat as perguntas e poderá retirar as principais dúvidas dos participantes, individualmente. Todo o conteúdo será passado remotamente. _Olho_ “Estamos começando com o tema Instragram, que será o foco das aulas desta semana. Mas já temos programadas para os meses de junho e julhos outras transmissões, abordando temáticas de interesse dos empresários”, adianta Ana Débora. A capacitação desta semana vai ensinar sobre como criar uma conta no Instagram orientada para vendas, mostrando as vantagens de ter uma conta empresarial e os benefícios para quem migra para esse tipo de perfil comercial em vez do pessoal. Serão apresentadas as principais as métricas que empresário precisa analisar e levar em consideração. As aulas vão ensinar a adaptar a conta para vendas, com conteúdos relevantes, e como a empresa ter uma bio bem estruturada, com links para facilitar o contato do cliente com a empresa. Outro assunto programado para as aulas tem a ver com o formato e as possibilidades de conteúdos, recorrendo à ferramenta do IGTV, dedicada a vídeos com maior duração. Os anúncios impulsionados pelo Instagram também estão entre as abordagens. “Vamos falar sobre o gerenciador de anúncios do Facebook, a ferramenta responsável por publicar posts pagos no Instagram, Facebook e WhatsApp”. Outro tópico da série de aulas da semana é a Loja de Instagram. Os especialistas vão dar dicas e demonstrar como é possível estruturar uma loja nessa rede e como gerí-la da melhor forma. O Instagram tem algumas especificidades que o empreendedor precisa saber. No último dia, o tema a ser tratado é a gestão de redes sociais, apresentando aplicativos que podem ajudar o empreendedor no processo de gerir suas redes. “São conteúdos que podem realmente transformar a sua conta em um Instagram voltado para vendas”. “São conteúdos que podem realmente transformar a sua conta em um Instagram voltado para vendas”. Ana Débora Morais - Analista do sebrae-RN

Agência Sebrae de Notícias Sebrae anuncia abertura de edital para empreendedores criativos

Rio Grande do Norte - Natal - O Sebrae no Rio Grande do Norte anuncia o lançamento do sétimo Edital de Economia Criativa para produtores culturais, dançarinos, artistas, escritores, músicos, artesãos, fotógrafos, atores, profissionais do audiovisual e demais empreendedores que fomentam a cultura do estado. O Edital será lançado no próximo dia 29, a última quinta-feira de abril. Para esta edição, serão disponibilizados um total de R$ 600 mil para as sete categorias. Neste ano, além do projeto, a exigência de documentação para se inscrever restringe-se a uma cópia do CNPJ ou a cópia da carteira, no caso da categoria de artesãos. A novidade deste é a série de lives sobre Economia Criativa com convidados do segmento, que serão transmitidas via redes sociais oficiais da instituição, entre os dias 26 e 29, sempre às 17 horas, com tradução em libras. "Os participantes das lives falarão sobre as perspectivas e os novos modelos de negócios, enfatizando as novas oportunidades nas suas respectivas áreas", explica a gestora estadual do projeto de Economia Criativa do Sebrae-RN, Ana Maria Ubarana. As inscrições estarão abertas de 30 de abril a 30 de maio e neste período os inscritos poderão acessar a página da Economia Criativa do Sebrae-RN, participar de capacitações gratuitas sobre Canvas e Como elaborar um vídeo para a apresentação de um projeto, além de encaminhar dúvidas sobre o edital. O 7º Edital de Economia Criativa do Sebrae tem como principal objetivo o estímulo ao empreendedorismo cultural, promoção e fomento de iniciativas na área da economia criativa, aquecendo assim essa cadeia produtiva. Até o ano passado, o Sebrae já tinha investido um montante de R$ 2,12 milhões destinados, através desse tipo de edital, à valorização de novos produtos, serviços, bens culturais e patrimônio imaterial do Rio Grande do Norte. _Olho_ A gestora estadual da Economia Criativa, Ana Ubarana, destaca que será mantida a regra principal de que só podem se candidatar à seleção, pessoas jurídicas constituídas no estado do Rio Grande do Norte. “Estruturamos o edital deste ano para ampliar a execução de projetos culturais e bens criativos inovadores e para abranger os vários perfis de empreendimentos que atuam nessa área, criando novas possibilidades de negócios”, informa Ana Ubarana.  O Edital de Economia Criativa do Sebrae já está inserido no calendário de incentivos culturais do Rio Grande do Norte e acumula diversos projetos de sucesso, apoiados com esses recursos. Uma das principais características dessa chamada pública do Sebrae é que os recursos são destinados ao pagamento dos fornecedores de cada projeto, e não diretamente ao autor do projeto. Isso facilita a prestação de contas ao final, uma vez que todos os pagamentos ocorrem ao longo da execução do projeto. A verba serve para cobrir parte das despesas apresentadas na planilha, exposta no momento da inscrição, conforme o valor da cota e a natureza da despesa. O 7º Edital de Economia Criativa do Sebrae visa estimular o empreendedorismo cultural, promoção e fomento de iniciativas na área da economia criativa, aquecendo assim essa cadeia produtiva. O Sebrae já investiu R$ 2,1 milhões para apoio dos projetos

Agência Sebrae de Notícias Sebrae define atuação em projeto para a inclusão digital

Rio Grande do Norte - Brasília - A diretoria do Sebrae participou nesta quinta-feira (15) de reunião no Palácio do Planalto com o Ministério das Comunicações, Banco do Brasil e a Telebrás para definir estratégias de atuação da instituição no projeto de inclusão digital que irá conectar 500 municípios no Brasil. A iniciativa oferecerá acessibilidade a até 27 milhões de brasileiros do interior do país por meio da entrega de 5 gigas de dados por usuário. Além de internet gratuita e investimento em infraestrutura, o Valoriza Wi-Fi Brasil prevê trabalho de aculturamento digital e ativação de cultura e esportes. Realizado pelo Banco do Brasil, Ministério das Comunicações, Bacen, Sebrae e MEC, o projeto fará ainda capacitação de correspondentes bancários como propagadores da transformação com ponto de Wi-Fi. Para tanto, o conteúdo do Sebrae estará disponível para toda a população. Em uma primeira etapa, o projeto irá beneficiar 500 municípios do interior, que foram selecionados devido ao baixo IDH e nível de conectividade. O projeto piloto foi realizado em Nova Aurora (GO). “O Wi-Fi Brasil é a única forma de conectarmos os brasileiros. Quanto mais amplificarmos, mais brasileiros alcançaremos. Queremos chegar até o final em todas as escolas do Brasil”, registrou Fábio Faria, ministro das Comunicações. “Estamos juntos com o desafio de levar a internet e a comunicação para os mais distantes locais do país. Esse é um projeto tem muita sinergia com o Sebrae e com a nossa metodologia, que acelera digitalmente a micro e pequena empresa”, explicou o presidente do Sebrae, Carlos Melles. O ministro, por sua vez, elogiou o trabalho do Sebrae e antecipou próximos planos: “Esse é o começo de uma grande aliança com esses parceiros de peso. Queremos estreitar as relações e avançar em outras iniciativas com o Sebrae”, completou Faria. A previsão é que a assinatura para a formalização dos acordos de cooperação e o lançamento oficial do projeto Valoriza Wi-Fi Brasil aconteçam de 03 a 05 de maio, na Semana da Comunicação. Do Rio Grande do Norte, participou da reunião o diretor de Operações do Sebrae-RN, Marcelo Toscano, que destacou a importância da inclusão digital nos municípios brasileiros, especialmente nos norte-rio-grandenses. "Esse projeto será um marco para a transformação digital tão desejada pela população brasileira. Especialmente para os jovens empreendedores, a partir do acesso ao mundo virtual que se abre com as tecnologias e ferramentas digitais", avalia Marcelo Toscano. “Valorizamos um programa que é um dos mais relevantes hoje dentro das ações do governo e o que buscamos com esses parceiros é engajar a cidade, nas praças, nas escolas e em diversos pontos”, explicou Paula Sayão, diretora de Marketing e Comunicação do Banco do Brasil. Também participaram da reunião, Eduardo Diogo, diretor de Administração e Finanças do Sebrae; Vítor Elísio, secretário executivo do Ministério das Comunicações; Jarbas Valente, presidente da Telebrás; Fausto de Andrade Ribeiro, presidente do Banco do Brasil; e Antonio Hamilton Rossell Mourão, assessor da Presidência do Banco do Brasil.

Ver todas as últimas postagens