Conheça as soluções disponíveis e explore os temas que o Sebrae tem para oferecer

Empreendedorismo Planejamento Leis e Normas
Conheça outros temas
Conselhos práticos para crescer durante a crise
E-book Empreendedorismo

Estar preparado para a crise é essencial. Por mais que existam fatores econômicos, sociais e políticos envolvidos nesse quadro atual, há técnicas e estratégias que podem ajudar a contornar essas situações e evitar que a crise entre na sua empresa.

Pronto para o mercado: Quais os modelos e áreas de negócios são ideais para você?
E-book Empreendedorismo

Quantos negócios que surgem passam pelas etapas de criação e estruturação? Você sabia que pular esses processos pode ser motivo para o fechamento de uma empresa? Acesse o e-book e aprenda boas práticas que te ajudarão nessas fases!

A jornada dos Pequenos Negócios no Mercado
E-book Empreendedorismo

O caminho para o sucesso de uma micro ou pequena empresa possui obstáculos, mas o Sebrae está sempre por perto para ajudá-lo a superar cada um deles. Entenda a importância das MPEs para o empreendedorismo brasileiro baixando nosso e-book!

Transformação digital na prática: como usar a inovação para se destacar no mercado
E-book Empreendedorismo

Como seu negócio está lidando com a transformação digital? Incluí-la na sua empresa, nos dias de hoje, é uma questão de sobrevivência. Baixe nosso e-book e saiba como sua empresa pode lidar com essa transição.

Veja mais soluções do tema Conheça outros temas

Empreendacom sucesso!

Como o Sebrae pode te ajudar?

Icone

Trilhas de autoaprendizagem.

O Sebrae preparou um conjunto de conteúdos para você se especializar ainda mais. Conheça as nossas trilhas e encontre a que mais te ajude no seu dia-a-dia.

Icone

Cursos online e presenciais

Cursos de capacitação para você aprender o que é mais importante para o desenvolvimento do seu negócio.

E-books ricos em conteúdo.

Confira os materiais ricos sobre empreendedorismo para que você possa se especializar cada vez mais.

Pessoas

Existe um Sebrae para cada tipo de empreendedor!

Qual o seu perfil?

Quero empreender Microempreendedor Individual Tenho um pequeno negócio
Pronto para o mercado: Quais os modelos e áreas de negócios são ideais para você?
E-book Empreendedorismo

Quantos negócios que surgem passam pelas etapas de criação e estruturação? Você sabia que pular esses processos pode ser motivo para o fechamento de uma empresa? Acesse o e-book e aprenda boas práticas que te ajudarão nessas fases!

A jornada dos Pequenos Negócios no Mercado
E-book Empreendedorismo

O caminho para o sucesso de uma micro ou pequena empresa possui obstáculos, mas o Sebrae está sempre por perto para ajudá-lo a superar cada um deles. Entenda a importância das MPEs para o empreendedorismo brasileiro baixando nosso e-book!

MEI - Serviços on-line
E-book Leis e Normas

Entenda como se tornar um Microempreendedor Individual e saiba todas as informações pertinentes a essa categoria tão importante para o empreendedorismo! Acesse essas e outras facilidades sobre o MEI baixando já nosso e-book!

Aumente suas vendas com simples escolhas
E-book Vendas Marketing

Quais desafios na área de vendas sua empresa enfrenta? Para superá-los, é preciso ter, além de esforço e dedicação, inspiração para criar soluções criativas. Nosso e-book aborda a estruturação de um bom gerenciamento de vendas.

Veja mais soluções deste perfil

Agência de notícias

Agência Sebrae de Notícias Rodada de Negócios aproxima setor fotovoltaico de donos de empresas

Rio Grande do Norte - Natal – Para apresentar alternativa de minimizar os custos com a energia elétrica nas empresas, o Sebrae no Rio Grande do Norte realizou, na quinta-feira (2), a Rodada de Negócios RN Solar, aproximando representantes e proprietários de empresas integradoras de sistemas fotovoltaicos de empreendedores de variados segmentos. Ao longo da tarde, foram promovidas 105 aproximações comerciais com o intuito de viabilizar a adoção da energia solar como fonte de eletricidade e, assim, reduzir os custos operacionais das empresas. Participaram da rodada como ofertantes 20 empresas integradoras que atuam na cadeia produtiva da energia solar fotovoltaica no Rio Grande do Norte e que são participantes da Trilha RN Solar, uma capacitação exclusiva oferecida pelo Sebrae e parceiros para este setor. Esses ofertantes tiveram oportunidade de apresentar os serviços a outros 40 empreendedores compradores. Pelo formato, cada ofertante pôde negociar com pelo menos seis compradores, durante as quatro horas de rodada. De acordo com a coordenadora da rodada, a analista técnica do Sebrae-RN, Maezia Teodora, essa aproximação é fundamental já que não se trata de uma venda simples de produtos, pois a mudança para o sistema de painéis fotovoltaicos envolve uma série de variáveis, como tamanho do empreendimento, consumo mensal, quantidade de placas e tempo de retorno do investimento. É preciso avaliar se é viável para a empresa antes de tomar a decisão. Segundo ela, todos os empresários compradores participantes da rodada foram prospectados a partir dos atendimentos feitos em projetos setoriais da instituição. “Estavam presentes as empresas que realmente gostariam de produzir e gerar sua própria energia. Compareceram ao evento quarenta empresas e elas negociaram com as vinte que estavam ofertando serviços. Realizamos um mapeamento para colocar as empresas compradoras com o perfil das empresas de energia solar. A ideia era favorecer para que as negociações fossem mais efetivas”, explica. Na visão da analista, como a venda de um sistema solar é complexa, essa aproximação é fundamental. “É preciso um tempo para se estabelecer um relacionamento entre as duas empresas até que fechem essa negociação. Mas, as empresas compradoras que quiseram já saíram com propostas e orçamento de pelo menos quatro ou cinco empresas, podendo comparar valores e as entregas antes de tomar a decisão”. Foi o que ocorreu com Cátia Correia, que é administradora de flats e condomínios. Ela já vinha planejando a instalação de sistemas de energia solar e a rodada foi a ocasião ideal. “Tive contato com várias empresas que se comprometeram em fazer visitas a condomínios específicos para analisar a possibilidade da implantação por questão de estrutura. Ter esse contato direto com o fornecedor é muito importante. Atualmente, temos sido muito impactados com esse aumento da energia. Realmente tem sido muito difícil para os condomínios, cuja taxa fica sobrecarregada. A rodada foi uma ótima oportunidade para buscarmos alternativas para redução de custo e correr em busca de fazer essa implantação”. O presidente da Associação das Empresas de Energia Solar do RN (Aper), Max Pereira, elogiou a iniciativa do Sebrae de promover esse encontro entre os dois elos dessa cadeia produtiva. "Todos os eventos que divulgam, patrocinam e trabalham as energias renováveis são muito importantes e, eventos que são realizados aqui em Natal, no Rio Grande do Norte, onde tudo acontece, mais importante ainda. Parabéns pela iniciativa e a APER, que representa as empresas potiguares do segmento, acha que oportunidades como essa alavancam e fortalecem cada vez mais as energias renováveis no RN", diz.

Leia mais!
Agência Sebrae de Notícias Projeto inspira empreendedores a trilhar o caminho de negócios de sucesso

Rio Grande do Norte - Natal – Há uma máxima no mundo dos negócios de que empresas que almejam o sucesso devem se inspirar no exemplo das empresas ou líderes que são referências nos seus respectivos segmentos. E esse é o principal objetivo do projeto Sebrae Inspira, uma iniciativa do Sebrae no Rio Grande do Norte que visa apresentar a história e trajetória de 11 empresas atendidas para servir de inspiração para quem está iniciando uma empresa ou mesmo para aquelas que já estão no mercado, porém, querem se aperfeiçoar nas áreas de atuação. O lançamento ocorreu na noite desta quinta-feira (2), no auditório da instituição, em Natal. O projeto reúne em uma página na internet a história e como as soluções e os serviços do Sebrae fizeram a diferença para 11 empreendedores potiguares diferentes áreas que regiões do estado. A cada semana, o público poderá conferir um vídeo com depoimento de um empresário, relatando as mudanças e conquistas alcançadas, além de comprovar como o atendimento e capacitação são determinantes para posicionamento no mercado e identificação de diferenciais competitivos. Para assistir, basta acessar a página https://digital.rn.sebrae.com.br/lp/sebrae-inspira/. Durante a solenidade, que contou com a presença de empresários convidados, o diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, destacou que o projeto foi idealizado pelo diretor de Operações da instituição, Marcelo Toscano, que não pode estar durante o lançamento. “A escolha dos casos que serão apresentados foi feita pelos nossos técnicos a partir dos atendimentos feitos e dos resultados alcançados por essas empresas. Temos a certeza de que serão vídeos inspiradores para outros empresários”. A gerente da Unidade de Soluções e Relacionamento do Sebrae-RN, Tathiana Udre, ressaltou o empenho da equipe na produção de todo o material que será postado, assim como as informações sobre as soluções que o Sebrae dispõe para o empresário e também para quem deseja empreender. “Os vídeos a serem veiculados têm como roteiro muitas histórias de superação, de garra e de emoção. Acreditamos que outras pessoas podem ser motivadas a buscarem esses entendimentos seguidas pelos exemplos mostrados pelo projeto”, diz a gerente. Ao longo das próximas semanas, serão apresentados os vídeos das empresas:Morena Canela, Gadelha Ranch, Viveiro Vinagro, Laboratório Tertuliano Soares, Lovely Confeitaria e Café, Água Amana, Pissilone, Ostras da Pipa, Única Master, Seridó Frutas e Produtos Catolé. Os convidados presentes no lançamento tiveram uma prévia dos filmes que serão exibidos na página do projeto.

Agência Sebrae de Notícias Pequenos negócios geram 77,5% das vagas abertas no RN em outubro

Rio Grande do Norte - Natal – O segmento das micro e pequenas empresas continua liderando a geração de novos empregos no Rio Grande do Norte. Em outubro, os pequenos negócios foram responsáveis por criar 3.016 novas vagas de trabalho com carteira assinada. O volume de novos postos abertos equivale a 77,5% de todas as vagas geradas no período, já que o estado encerrou o décimo mês do ano com um saldo de 3.893 empregos formais. Já as médias e grandes empresas somaram no mês a criação de 712 novas vagas. Esses são alguns dos dados contidos na edição deste mês do Mapa do Emprego no RN, uma publicação elaborada mensalmente pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, que analisa a evolução das contratações e demissões formais, tendo como base os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes aos dez primeiros meses do ano. Desde janeiro do ano passado, o uso do Sistema do Caged foi substituído pelo eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas) para as empresas, o que traz diferenças na comparação com resultados dos anos anteriores a 2019. O boletim está disponível para visualização e download no portal do Sebrae (www.rn.sebrae.com.br). O ritmo de contratações nas empresas de menor porte no Rio Grande do Norte segue no azul desde o início deste ano e, com exceção de mês de abril, são as empresas de micro e pequeno porte que vêm segurando o saldo de emprego em patamares positivos, compensando, assim, a estagnação ou o déficit de postos de trabalho verificados nas médias e grandes companhias, onde se registra volumosas contratações e, em contrapartida, números elevados de demissões. Até agora, os pequenos negócios potiguares já contrataram 28.661 novos trabalhadores entre janeiro e outubro deste ano, e acabaram compensando as vagas perdidas pelas médias e grandes empresas no acumulado do período. De acordo com a análise do Sebrae, atualmente, o Rio Grande do Norte conta com uma massa de 454.740 trabalhadores contratados com carteira assinada, resultante de 15.967 admissões contra 12.074 desligamentos ocorridos no mês de outubro. A quantidade de novas pessoas empregadas formalmente no Rio Grande do Norte em outubro representa o quinto maior saldo de vagas do Nordeste, ficando à frente da Paraíba, Maranhão, Piauí e Sergipe. De acordo com o Mapa do Emprego, as oportunidades de novos empregos formais no décimo mês do ano surgiram principalmente nos municípios de Natal (1.317), Mossoró (1.087), Parnamirim (132), Macaíba (120) e Tibau do Sul (108). No ranking das cidades onde houve mais demissões, a liderança do maior número de desligamentos no mês ficou com Pedra Grande (-104), seguida de Baraúna (-48), Riachuelo (-43), São Bento do Norte (-40) e Caiçara do Rio do Vento (-33).

Agência Sebrae de Notícias Mostra do Bordado de Caicó no Rio revela beleza e tradição do artesanato

Rio Grande do Norte - Rio - A partir do dia 7 de dezembro, os famosos bordados de Caicó, município distante 283 quilômetros de Natal, estarão em exposição no CRAB – Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro, no Rio de Janeiro. Com curadoria do designer Renato Imbroisi, a exposição revela a diversidade e a tradição do Bordado de Caicó, conhecido no Brasil e no mundo por sua beleza, regionalidade, excelente qualidade e acabamento impecável. A mostra permanecerá até o dia 6 de março de 2022 e traz também renovação em criações desenvolvidas nas oficinas dirigidas pelo curador junto com a designer e ilustradora Lui Lo Pumo. Ali, foram criadas novas peças e temáticas, em parceria com as bordadeiras. São temas representativos do universo cultural e ambiental da caatinga, com novos riscos, muitos dos quais feitos pelas próprias bordadeiras, ou por Lui Lo Pumo, inspirados na canção “O Rabo do Jumento” de cantor e compositor Elino Julião, nascido em Timbaúba dos Batistas, que foi gravada, inclusive, em parceria com Lenine e é conhecida por todas as artesãs da região. Em mais de 200 peças bordadas, objetos e referências culturais, o visitante da exposição vai poder vislumbrar o universo do Bordado de Caicó, que vem sendo passado de mãe para filha desde meados do século 19. Sua origem remonta à chegada de famílias vindas da Ilha da Madeira, em Portugal, para o Rio Grande do Norte. Sob influência dessas imigrantes, as mulheres daqui começaram também a fazer esse tipo de bordado, que adquiriu feições locais, sem perder traços de sua origem. Na exposição, uma saia bordada em 1906 e outros objetos centenários de um acervo familiar revelam a ancestralidade desta arte. Uma tela da artista plástica potiguar Ariell Guerra, filha de família caicoense, representando a região, foi transposta para tecidos bordados e tudo isso estará exposto. Atualmente, centenas de bordadeiras fazem desta prática seu sustento ou colaboram de maneira significativa para a renda familiar, ao mesmo tempo em que se tornam empoderadas e vivenciam a satisfação pessoal de criar e produzir artesanato bonito, valorizado e bem aceito no mercado. A atividade do bordado profissional possibilita manter famílias em regiões cidades do interior do estado, mesmo em tempos de estiagem, quando os recursos vindos da agricultura se tornam escassos. E também que mães tenham ocupação remunerada enquanto cuidam dos filhos e da casa. Signo de Indicação de Procedência Atento à relevância cultural e econômica desta prática, o Sebrae do Rio Grande do Norte realizou ações que contribuíram para a obtenção do Signo de Indicação de Procedência, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), e que foi solicitado há alguns anos pelo Comitê Regional das Associações e Cooperativas do Seridó (CRACAS), entidade representativa de artesãs e artesãos do Seridó. O Signo foi concedido em 2020. Em 2021, o Sebrae também estabeleceu parcerias e realizou ações de capacitação para as artesãs, por meio do projeto em parceria com o Instituto Riachuelo, vinculado ao Grupo Guararapes, com aulas para formação e aperfeiçoamento nos pontos do Bordado de Caicó e aulas de risco. O bordado de Caicó se caracteriza, ainda, por ser produzido em máquinas de costura de pedal. Rococó à mão. Para manter seu trabalho dentro das especificações do chamado Bordado de Caicó, as artesãs só podem utilizar 12 pontos: ponto cheio, richelieu, matiz, costurado, rococó à mão, rococó à máquina, aberto ou bainha, turco, rústico, quebra-agulha/espinho, crivo e granito. É definido geograficamente por ser praticado em 12 cidades da região do Seridó do Rio Grande do Norte: Caicó, Timbaúba dos Batistas, São Fernando, Serra Negra do Norte, Acari, São João do Sabugi, Jardim do Seridó, Ipueira, Cruzeta, São José do Seridó, Jucurutu e Ouro Branco. Além das peças de decoração, moda, cama, mesa, banho e enxoval para recém-nascido, a exposição traz novas linhas de produtos, inclusive com apresentação de vídeo do desfile da coleção de moda Bonito pra Chover, realizada este ano. Foi produzido ainda um documentário sobre o Bordado de Caicó pelo Sebrae e que poderá ser assistido na exposição. No dia 7 de dezembro, a exposição será aberta ao público. Será realizada uma aula demonstrativa da prática deste bordado, também apenas para convidados.  Peças bordadas de Caicó serão comercializadas no Espaço Vitrine CRAB. Sobre o CRAB O Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), criado em março de 2016 no Rio de Janeiro, tem como missão promover o artesanato nacional e contribuir para qualificar a imagem dos produtos feitos à mão no Brasil. Em suas galerias estão ou passaram importantes trabalhos de artesanato, revelando histórias, origens e territórios do país. Abriga ainda uma coleção permanente de mais de 1.500 itens de todos os tipos, que representam a expressão da cultura popular e da criatividade brasileira. Entre as obras mais significativas estão algumas cerâmicas de Zezinha do Vale de Jequitinhonha (MG), de João Borges (Teresina-PI), João das Alagoas (Capela-AL), Maria Sil (Capela-AL) e as esculturas em madeira de Abelardo dos Santos (Ilha do Ferro-PI). O CRAB também dispõe de midiateca e espaços multiuso, como um auditório de 100 lugares e salas para oficinas e workshops. Os ambientes são destinados à capacitação, formação, especialização, pesquisa e experimentação. Atualmente, o CRAB tem novo desafio: o de se conectar com o todo o país, para reposicionar e qualificar estrategicamente o artesanato no Brasil e capacitar os agentes da sua cadeia produtiva. Para isso, foi criado em outubro do ano passado um comitê nacional, com oito membros do Sebrae Nacional e dos Sebraes de outros estados, para apoiar o CRAB nessa nova etapa. Localizado na Praça Tiradentes, no Centro da cidade, lugar de memória urbana e um importante distrito criativo do Rio de Janeiro, o espaço do CRAB possui uma estrutura moderna e sofisticada que convive com o padrão construtivo do século XVIII. Esse complexo arquitetônico está regido pela legislação de proteção aos bens tombados pelo IPHAN, na esfera federal; pelo INEPAC, na estadual; e pelo IRPH, órgão municipal. Os três prédios fazem parte do Corredor Cultural do Rio Antigo, criado para preservar áreas históricas. Serviço Exposição Bordado de Caicó - 12 pontos, tradição, beleza e arte Visitação: 07/12/2021 a 06/3/2022 Terça a sábado, das 10h às 17h CRAB – Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro Praça Tiradentes, 69, Centro, Rio de Janeiro

Agência Sebrae de Notícias Startup potiguar expande com recursos do programa Capital Empreendedor

Rio Grande do Norte - Natal– A participação no ciclo 2021 do programa do Sebrae Capital Empreendedor pode representar uma guinada para a startup potiguar Faceponto. Considerada um dos cinco melhores negócios inovadores para se investir, a empresa recebeu um aporte financeiro ainda durante o programa e vai usar esse investimento para expandir para o restante do Brasil. Ao lado de outras quatro startups do RN – Club4Vet, Elevar, Inovall e Pague Bem Brasil – o Faceponto participou da quinta etapa desta edição do projeto, realizada em São Paulo na semana passada. Durante o Circuito de Investimentos, os empreendedores apresentaram as teses de investimento para os investidores, como em um encontro de negócios, e interagiram com instituições de fomento, investidores anjo, aceleradoras, plataformas de crowdfunding de investimento e fundos de investimentos. O Faceponto foi uma das eleitas para o investimento entre 956 participantes. A empresa foi avaliada em R$ 15 milhões e recebeu um aporte de recursos expressivos via programa, que, por questões contratuais, o valor não pode ser divulgado. Esse dinheiro servirá para a expansão do Faceponto para outras áreas do Brasil. “Essa expansão será através de franquias, licenciamentos e parcerias estratégicas com outras startups e com alguns modelos tradicionais para expandirmos muito rápido. Temos uma margem monstruosa para crescer e iremos crescer ainda mais rápido com esse investimento”, revela o CEO do Faceponto, Cássio Leandro, que está à frente da startup juntamente com Aquiles Burlamaqui, cofundador da empresa. Lançado em 2018, o Faceponto é uma ferramenta capaz de gerenciar a jornada de trabalho dos funcionários de uma empresa utilizando inteligência artificial. Além de registrar o ponto de maneira inteligente, a plataforma faz o gerenciamento de RH, desde o planejamento de férias, folga de final de semana, horas extras, banco de horas e compensação. De acordo com o idealizador do negócio, as empresas que utilizam Faceponto reduzem em até 92% as demandas trabalhistas no tema jornada de trabalho e traz aumento produtividade. Já o Capital Empreendedor é uma inciativa do Sebrae e parceiros que visa ajudar empreendedores a compreenderem a dinâmica do ecossistema de risco e a se prepararem para aproximação e negociação com investidores. Por meio de cinco etapas planejadas estrategicamente pelo Sebrae, os participantes concluem o programa aptos a apresentarem seus negócios para possíveis investidores. Foi o que ocorreu com o Faceponto. A perspectiva de investimento deste ciclo do programa que conecta empreendedores e investidores chegou a quase R$ 53 milhões em investimentos. A proposta é orientar e capacitar startups e negócios inovadores para se aproximarem e negociarem com investidores. “Sem dúvida nenhuma é um dos editais e eventos com maior estrutura na função mentoria, organização e planejamento de startups para crescimento com oportunidade de investimento. E foi isso que aconteceu conosco. Tivemos seis meses de mentoria, auxílio e planejamento para, ao chegar o momento de receber investimento, estarmos preparado para os investidores”, reforça Cássio Leandro. Na avaliação do gerente da Unidade de Negócios, Inovação e Tecnologia do Sebrae no Rio Grande do Norte, David Góis, o programa Capital Empreendedor é de extrema importância para startup do Brasil. “Através do circuito, elas são preparadas e aceleradas para que estejam prontas para apresentarem seus produtos e serviços para os principais investidores do Brasil e fundos investimentos e conseguem captar recursos para tracionar e vender ainda mais.Tivemos a felicidade de uma startup do Rio Grande do Norte ser a primeira investida durante o evento e isso mostra o caminho certo do trabalho do ecossistema de inovação do Rio Grande do Norte, envolvendo o Sebrae e outros parceiros”. Segundo o gerente, as perspectivas para 2022 são ainda melhores. A instituição iniciou em 2021 o programa de pré aceleração, o Sebrae Speed, com o intuito de atender e preparar mais startups, para que participem em grandes eventos, como o Capital Empreendedor, e consigam converter e atrair outros investimentos, passando a desenvolver seus negócios vender mais para o Brasil.

Ver todas as últimas postagens